Deficiência de boro na África

Na África, os solos podem se beneficiar da aplicação de boro refinado. É claro que essa vasta região abrange uma série de climas, tipos de solos e culturas. Porém, devido a secas frequentes e solos arenosos permeáveis, a maioria dos produtores aqui pode ter rendimentos mais altos e um retorno sobre o investimento superior com o uso do boro refinado.

O boro é um micronutriente essencial que afeta o crescimento das plantas e o rendimento das culturas. Embora recursos minerais brutos ou não refinados normalmente sejam comercializados como equivalentes a boro refinado, os produtos à base de boro mineral apresentam inúmeras desvantagens. Nosso processo de refino assegura pureza (em contrapartida aos minerais brutos, que em geral possuem contaminantes como metais pesados) e solubilidade na água (a principal medida de quanto boro está disponível para as culturas após a aplicação). O resultado é um valor de utilização—e um retorno sobre o investimento maiores.
A U.S. Borax fornece borax pentahidratado cristalino (Topbor F®) e uma forma granular (Granubor® Natur). Esse tipo de borax fornece 15% de boro refinado. A forma cristalina normalmente é usada em fertilizantes compostos ou aplicações diretas no solo; a forma granular foi elaborada para misturas de fertilizantes com NPK, com um tamanho de grânulo de 2 a 4 mm. O Granubor Natur é ideal para misturas graças ao seu tamanho granular ideal (que não se separa de outras partículas de nutrientes), baixo nível de poeira e alta solubilidade. O Granubor Natur é aprovado para misturas no mundo todo e tem a aprovação da Soil Association Certification Limited do Reino Unido para uso no processamento de alimentos orgânicos.

Deficiência de boro na região

África Central (including Central African Republic, Congo, Uganda)
Os produtores na África Central sabem o valor da aplicação de boro refinado nas culturas, como mandioca, milho, algodão, café, tabaco, amendoim, banana e dendezeiro. As deficiências de boro no dendezeiro, por exemplo, são observadas como folhas em formato de gancho, desenvolvimento precário das sementes, folhas deformadas e plantas atrofiadas com áreas de necrose.
Saiba mais sobre África Central
África do Sul
Na África do Sul, muitos produtores estão cientes dos benefícios do boro na capacidade de as culturas’ fazerem uso de macronutrientes, além dos diversos métodos de aplicação do boro. Uma série de culturas aqui,—incluindo uvas, girassóis e várias verduras,—se beneficiam da suplementação com boro.
Saiba mais sobre África do Sul
Sudeste/Leste da África (including Ethiopia, Kenya, Mozambique, Tanzania, Zambia, Zimbabwe)
Nesta região da África, o investimento agrícola e o suporte governamental da indústria estão produzindo avanços. Na Etiópia, por exemplo, o governo está patrocinando o uso de macro e micronutrientes—, uma prática que pode fazer uma diferença enorme no êxito dos produtores. É um momento entusiasmante para a agricultura.
Saiba mais sobre Sudeste/Leste da África
África Ocidental (including Burkina Faso, Cameroon, Chad, Ghana, Ivory Coast, Mali, Nigeria, Togo)
Na África Ocidental, o algodão é uma cultura importante cujo crescimento saudável e o rendimento dependem do boro. Juntamente com o dendezeiro, o cacaueiro e uma série de frutas e verduras, o algodão se beneficia da aplicação de boro refinado em toda a fase de crescimento.
Saiba mais sobre África Ocidental

Por muitos anos, a U.S Borax tem sido a principal fornecedora de boro refinado para mistura com fertilizantes NPK utilizado por produtores de algodão da África Ocidental (consumo anual estimado entre 5.000 a 10.000 toneladas/ano de Topbor-F).

ESTUDOS DE CAMPO NA ÁFRICA

Para compreender o papel do boro na saúde das culturas e desenvolver os melhores produtos disponíveis, a U.S. Borax tem realizado e participado de estudos de campo há mais de 50 anos. Esses estudos fornecem informações importantes para os produtores e distribuidores africanos.
  • Milho (1973), África do Sul
  • Abacate (1991), África do Sul
(Nem todos os estudos estão disponíveis on-line.)