Aplicações de boro em grama-bermudas costeira

Aplicações de boro em grama-bermudas costeira

  • O boro é essencial para o crescimento de todas as plantas. Ele auxilia na transferência de açúcares e nutrientes das folhas para os órgãos reprodutores e aumenta a polinização e o desenvolvimento das sementes.
  • A grama-bermudas costeira requer um suprimento de boro disponível, principalmente durante o crescimento vegetativo rápido.
  • Algumas variedades de grama-bermudas costeiras poderão responder ao boro aplicado, em especial em solos arenosos em regiões com chuvas intensas ou com condições climáticas adversas durante a época de cultivo.
  • Onde for necessário, uma aplicação pré-semeadura de Granubor® com o fertilizante NPK aplicado em cobertura no início da estação geralmente garantirá um suprimento adequado de boro.
A grama-bermudas costeira requer um solo com alta fertilidade para uma ótima produção. Solos bem drenados com um bom suprimento de matéria orgânica que tiverem sido bem fertilizados e corrigidos durante vários anos normalmente vão produzir os rendimentos mais altos de forragem.

A resistência das paredes celulares, a divisão celular, o desenvolvimento das sementes e o transporte de açúcares estão relacionados à nutrição de boro (B). Embora os requisitos de boro para a nutrição ideal das plantas sejam baixos em comparação com os dos nutrientes principais, a necessidade de boro será especificamente significativa se produções máximas de forragem forem desejadas.

Sintomas da deficiência

Os sintomas da deficiência de boro são raros na maioria das variedades de grama-bermudas costeiras. O sintoma mais comum da possível deficiência de boro é uma diminuição na produção das forragens, principalmente durante as podas no final da primavera e no início do verão com condições climáticas adversas (quentes, secas).

Testes no solo e análises das plantas

Poderá ocorrer deficiência de boro em solos com textura áspera onde o teor de matéria orgânica for baixo, em solos com um pH acima de 7,0 e em solos que recentemente passaram por calagem. Testes do solo e análises das plantas são úteis na avaliação da capacidade em potencial de fornecimento de boro do solo e no estado atual de boro da planta em crescimento.

O nível crítico de boro solúvel em água quente para grama-bermudas costeiras na maioria dos solos não está bem estabelecido, mas varia de 0,1 a 0,4 ppm, dependendo do pH do solo, do teor da matéria orgânica e da textura.

A grama-bermudas costeira cultivada em solos abaixo do nível crítico poderá responder ao boro aplicado dependendo da variedade e das condições climáticas durante a época de cultivo.

O nível crítico de boro nas folhas superiores de grama-bermudas costeiras é cerca de 4 ppm e o intervalo usual de boro nas folhas é de 5 a 15 ppm.

Recomendações para a grama-bermudas costeira

As respostas das produções forrageiras ao boro aplicado com frequência são inconsistentes e sazonais, provavelmente em virtude de efeitos ambientais sobre o crescimento da cultura. No entanto, produções forrageiras de algumas variedades poderão ser melhoradas com a fertilização de boro, principalmente em solos arenosos em regiões com chuvas intensas ou com irrigação em excesso porque o boro solúvel pode ser facilmente lixiviado da zona radicular. Condições climáticas adversas também podem diminuir o suprimento de boro disponível no solo e/ou a absorção de boro pela planta durante a época de cultivo.

A resposta ao boro aplicado geralmente é maior quando há suprimentos adequados de outros nutrientes. As plantas de grama-bermudas costeiras com teor de boro nas folhas inferior ao nível crítico poderão ser pulverizadas com Solubor® durante a época de cultivo.

Para assegurar um suprimento constante de boro disponível ao longo da época de cultivo, Granubor poderá ser misturado a granel com o fertilizante N que é aplicado como cobertura após cada safra. O Solubor pode ser incluído com fertilizantes N fluidos para essas coberturas.

A taxa de boro sugerida para cada uma das várias aplicações durante a época de cultivo é 45 a 113 g/acre, com uma taxa de aplicação anual total de 230 a 453 g/acre.

DOWNLOAD DA TABELA EM PDF

Os dados abaixo mostram um aumento das produções forrageiras de grama-bermudas costeiras nas seguintes condições: Granubor misturado a granel com uma mistura NPK, aplicado como cobertura no início da primavera em um solo arenoso no Arkansas. A taxa de boro foi elevada para 1,37 kg/acre. Cinco podas de boro foram feitas em intervalos de 5 a 6 semanas. Com a taxa de 900 gramas de boro, o resultado foi um rendimento mais alto da produção forrageira. A qualidade do feno não foi afetada pelas aplicações de boro.

Outros estudos também registraram aumentos no rendimento da produção forrageira com aplicações de boro no início da estação em manejos de alto rendimento, principalmente com condições favoráveis de cultivo.

A grama-bermudas costeira aparentemente é bastante tolerante ao boro. Em um teste em solo arenoso na Louisiana, a grama-bermudas costeira foi fertilizada com taxas de até 3,6 kg de boro/acre anualmente por 3 anos sem efeitos prejudiciais nas produções forrageiras.

DOWNLOAD DA TABELA EM PDF
 
Download de observações sobre agronomia