A função do boro na floração e na formação de frutos, nozes e castanhas, e sementes

A função do boro na floração e na formação de frutos, nozes e castanhas, e sementes

  • O boro está ativamente envolvido na germinação do pólen e na formação de frutos, nozes e castanhas, e sementes.
  • O requisito de boro para a floração e o desenvolvimento de sementes poderá ser maior do que o necessário para o crescimento vegetativo.
  • O boro pode se tornar limitado em fases críticas durante o desenvolvimento das sementes devido a períodos de seca que poderão reduzir a atividade radicular ou quando chuvas torrenciais tiverem lixiviado o boro disponível da zona radicular no solo.
  • Uma ou mais pulverizações foliares de Solubor® imediatamente antes ou na floração e no desenvolvimento de sementes pode assegurar que haja um suprimento suficiente de boro durante esse período crítico de crescimento reprodutivo.
O boro (B) tem um efeito significativo na germinação do pólen e no crescimento do tubo polínico. A viabilidade dos grãos de pólen também diminui quando há deficiência de boro. A produção de culturas de frutos, nozes e castanhas, e sementes é afetada muito mais adversamente do que o crescimento vegetativo com um baixo suprimento de boro disponível no solo.

A deficiência de boro aumenta a queda das gemas e das flores, resultando em diminuições significativas no desenvolvimento das sementes e dos frutos, e também na qualidade dos frutos, nozes e castanhas, e sementes em desenvolvimento.

Cereais e oleaginosas são menos sensíveis a níveis baixos de boro disponível do que legumes e algumas culturas de verdura. As diferenças nos requisitos de boro entre as espécies poderão ser relacionadas a diferenças na composição das paredes celulares. As deficiências de boro ocorrem com mais frequência em alguns legumes do que em oleaginosas. A concentração de deficiência crítica de boro é 3 a 4 vezes maior para folhas jovens do que velhas em dicotiledôneas como alfafa e soja, um indício da imobilidade de boro nessas espécies.

Condições ambientais afetando o boro disponível no solo

As condições ambientais podem acarretar baixa disponibilidade de boro no solo. A lixiviação do boro disponível na zona radicular devido a chuvas torrenciais é um grande problema, principalmente se ocorrerem chuvas torrenciais em solos com textura áspera antes do crescimento das folhas e do desenvolvimento das flores. Outra condição ambiental adversa é quando ocorre um período de seca antes ou durante a floração e o desenvolvimento de sementes. A atividade radicular das plantas diminui em solos secos; consequentemente, a absorção de boro poderá ser reduzida no momento da utilização máxima de boro nas plantas.

Correção de deficiências de boro com pulverizações foliares de Solubor

As condições do solo são altamente variáveis. Sendo assim, é importante determinar o suprimento de boro disponível quando culturas de frutos, nozes e castanhas, e sementes são cultivadas. Análises do solo e do tecido das plantas são bastante recomendadas para avaliar o estado de boro disponível para culturas de frutos e nozes e castanhas, e também para culturas agronômicas ou forrageiras que são cultivadas para a produção de sementes. Uma combinação de aplicações no solo e pulverizações foliares, dependendo da espécie da planta, poderá ser necessária quando os resultados das análises do solo e/ou da planta indicarem um suprimento baixo de boro disponível para a cultura atual.

Há uma evidência cada vez maior de que a correção dos sintomas foliares de deficiência de boro em várias culturas de frutos e nozes e castanhas poderá não ser suficiente para resultar em produção completa em algumas regiões. Resultados de pesquisas mostram que as produções de frutos e nozes e castanhas aumentam com pulverizações foliares de Solubor em plantas que não têm sintomas visuais de deficiência de boro. Isso sugere que a floração e o desenvolvimento de frutos poderá ter uma demanda maior de boro do que o crescimento vegetativo.

Pulverizações foliares de Solubor nas etapas que antecedem a floração ou na floração de culturas de frutos e nozes e castanhas fornecem o boro disponível nos períodos críticos da formação, germinação e fertilização do pólen pouco antes do desenvolvimento de sementes e frutos. O boro de adubação foliar é rapidamente absorvido pelas folhas e gemas das flores.

Essa aplicação ajudará a assegurar que as gemas das flores tenham boro suficiente para transportá-lo através da floração, da fertilização e do desenvolvimento de frutos ou nozes e castanhas. No entanto, essas pulverizações poderão não ser suficientes para suprir os requisitos vegetativos da planta em solos que poderão ter pouco boro disponível.

Para espécies de plantas em que o boro é móvel no tecido do floema, pulverizações foliares contendo de 454 a 907 gramas de Solubor/379 litros de água parecem fornecer boro disponível suficiente para o desenvolvimento subsequente das flores. As concentrações de boro nas folhas também aumentam com essas pulverizações foliares. Em árvores decíduas de frutos e nozes e castanhas, o suprimento de boro para as flores é derivado do boro armazenado porque a floração antecede a absorção de boro pelas raízes na primavera. Isso poderá resultar em uma deficiência temporária de boro, a menos que pulverizações dormentes tenham sido aplicadas.

Espécies nas quais o boro é imóvel no tecido do floema precisam de um suprimento constante de boro disponível, então aplicações no solo poderão ser mais apropriadas. O cronograma e as taxas de adubações foliares do Solubor devem ser determinados de acordo com as recomendações para culturas específicas sendo cultivas em sua região. Mais de uma pulverização foliar poderá ser necessária para a correção de deficiências severas de boro em algumas culturas.

Resumo

Uma das funções importantes do boro na nutrição das plantas é seu papel na promoção do crescimento e do desenvolvimento do pólen, que é essencial no desenvolvimento de sementes e na produção resultante de frutos, nozes e castanhas, e grãos. Sendo assim, é fundamental saber o estado de boro disponível para culturas específicas e as condições ambientais, que poderão reduzir a disponibilidade de boro antes e durante o período crítico que antecede o desenvolvimento das sementes, e ao longo dele.

Uma ou mais pulverizações foliares de uma fonte de boro como o Solubor, dependendo da cultura específica, pode ajudar para que haja boro disponível suficiente nesse período crítico.

 
Download de observações sobre agronomia