Couve-flor

{Brassica oleracea var. botrytis}

Deficiência de boro em couve-flor

Os sintomas comuns da deficiência de boro na couve-flor e no brócolis no campo são a formação precária e desbotada de cabeças e gemas, respectivamente, que com frequência tornam as culturas inadequadas para comercialização. O núcleo, especialmente na couve-flor, é responsável pelo desenvolvimento de áreas aquosas e se torna necrótico e, finalmente, oco. Um sintoma precoce na formação de mudas é o enrolamento ou ondulação das folhas mais novas, que são anormalmente pequenas, frágeis e deformadas. Às vezes, as folhas têm uma nervura mediana muito dilatada e pouca lâmina. Em condições de deficiência severa, as plantas de couve-flor que apresentam tais sintomas provavelmente não formam uma cabeça. Se o brócolis não estiver em gema quando a deficiência surgir, o crescimento do caule será interrompido, fazendo com que a parte superior da planta seja plana com muitos brotos laterais.

Aplicação no solo (Taxas de aplicação sugeridas)

  Granubor 2 Topbor F
LBS/ACRE 6-13 6-13
KG/HA 6.75 - 14.63 6.75 - 14.63

Adubação foliar (Taxas de aplicação sugeridas)

  Solubor
LBS/ACRE 4-9
KG/HA 4.5 - 10.125