Couve de Bruxelas

{Brassica oleracea var. gemmifera}

Deficiência de boro em couve de Bruxelas

Os primeiros sinais de deficiência de boro são inchaços no caule e nos pecíolos, que posteriormente se tornam suberizados. As folhas são onduladas e enroladas, e poderá ocorrer a queda prematura das folhas mais velhas. As nervuras com frequência ficam enrugadas. O perfilho poderá morrer, seguido pelo desenvolvimento de duas gemas axilares, acarretando a duplicação dos caules. Se a deficiência surgir antes da formação das couves, pouquíssimas vão se desenvolver. Se as couves tiverem começado a se formar, elas permanecerão pequenas, não desenvolverão o núcleo e terão uma aparência frouxa. O núcleo do caule poderá ficar oco e desbotado.

Aplicação no solo (Taxas de aplicação sugeridas)

  Granubor 2 Topbor F
LBS/ACRE 6-13 6-13
KG/HA 6.75 - 14.63 6.75 - 14.63

Adubação foliar (Taxas de aplicação sugeridas)

  Solubor
LBS/ACRE 4-9
KG/HA 4.5 - 10.125