Eucalipto

{Eucalyptus spp.}

Deficiência de boro em eucalipto

Sintomas semelhantes de deficiência de boro foram registrados em diversas espécies de eucalipto (Eucalyptus grandis, E. citriodora, E. cloeziana, E. torelliana, E. saligna, E. resinifera, E. tereticornis e E. alba). No entanto, há indicações de que as espécies diferem em sua necessidade de boro. Por exemplo, E. grandis parece ser mais suscetível à deficiência de boro do que E. cloeziana.

O primeiro sintoma típico é o enrugamento e a descoloração das folhas jovens que estão surgindo. As gemas, que são frágeis, morrem e as folhas inferiores na coroa superior geralmente perdem a coloração e caem. Em algumas espécies, as folhas ficam roxas avermelhadas, mas em outras ocorre um amarelamento. Normalmente, a descoloração progride pela árvore antecipando o perecimento. Uma necrose da casca pode ser esperada posteriormente, a começar pelas gemas e avançar pelos caules, resultando em umo perecimento gradual.

Sabe-se que a deficiência de boro reduz a resistência do eucalipto a geadas.

Aplicação no solo (Taxas de aplicação sugeridas)

  Granubor Topbor F
LBS/ACRE 1.1-3.5 1.1-3.5
KG/HA 1.24 - 3.94 1.24 - 3.94

Adubação foliar (Taxas de aplicação sugeridas)

  Solubor
LBS/ACRE 0.7 - 2.4
KG/HA 0.31 - 1.08