Algodão

{Gossypium spp.}

Deficiência de boro em algodão

O boro é mundialmente reconhecido como o micronutriente mais importante para a produção de algodão. É fundamental em todas as fases do cultivo da planta e também importante durante o desenvolvimento dos frutos,—principalmente com as variedades de frutificação rápida e alta produção de hoje’. Pesquisas acadêmicas mostram que apenas 1 lb. de boro pode aumentar a produção de sementes de algodão em mais de 500 lb. por acre.

O boro é um elemento essencial de que o algodão precisa em todas as fases de crescimento e frutificação. Fornecer a quantidade de boro adequada ajudará o algodão a:

  • Desenvolver e reter mais botões florais
  • Aumentar a polinização das flores e a formação do casulo
  • Transportar nutrientes e açúcares das folhas para o fruto
  • Produzir fibras fortes e bem desenvolvidas
  • Acelerar a maturação

Embora sintomas graves de deficiência de boro possam não ser encontrados frequentemente, sabe-se que a deficiência de boro sem o surgimento de nenhum sintoma visível nas folhagens e nas flores pode limitar a produção de sementes de algodão de forma significativa.

Além da perda de flores e casulos, grande parte dos sintomas nas folhas, pecíolos, flores e casulos foram descritos. No entanto, não se espera que todos os sintomas sejam observados ao mesmo tempo em nenhum campo.

Um dos sintomas mais característicos é o desenvolvimento de estrias (normalmente bastante pilosas) nos pecíolos. O núcleo nessas regiões é caracteristicamente necrótico. A gema apical normalmente morre e muitos ramos laterais, que têm entrenós curtos e nós largos, então se desenvolvem. As folhas, que em geral não apresentam qualquer má formação, permanecem verdes até a primeira geada. Em casos de deficiência extremamente severa, o desenvolvimento excessivo e anormal de nervuras resulta no encurvamento da folha e em formatos de folhas irregulares.

Com frequência, as pétalas ficam enrugadas e disformes. Ocorre perda excessiva de botões florais ou casulos jovens.

A descoloração de nectários extraflorais é comum. Poderá haver rachaduras nos caules, na base dos botões florais ou casulos, e certa exsudação.

Quanto de boro é suficiente?

  • Como o boro é essencial para a transferência e a assimilação de açúcares e nitrogênio em carboidratos (fibra) complexos e proteína, a demanda por esse elemento é maior durante o desenvolvimento das plumas e sementes. Também é nesse período que o boro está realmente menos disponível em solos não irrigados por causa das condições secas.
  • O algodão é especialmente vulnerável à deficiência de boro durante uma seca que foi precedida por chuva torrencial. E mais uma vez, depois que uma seca é contornada, quando há ocorrência repentina de crescimento e frutificação—, principalmente se o nitrogênio for abundante.

Suas opções do fertilizante à base de boro

  • O Granubor® 2 é um material ideal para aplicação via solo que será aplicado em pré-semeadura, no momento do plantio ou em cobertura.
  • O Topbor F® funciona melhor em aplicação via solo, em pré-semeadura, cobertura ou aplicação em sulco em uma linha de semeadura.
  • O Solubor® permite a máxima flexibilidade na aplicação do boro. Poderá ser dissolvido em água com fertilizantes e/ou pesticidas líquidos e, em seguida, aplicado diretamente na folhagem.*


*As pulverizações foliares não devem ultrapassar 0,5 lb./acre de boro por aplicação.

Aplicação no solo (Taxas de aplicação sugeridas)

  Granubor 2 Topbor F
LBS/ACRE 3-13 3-13
KG/HA 3.38 - 14.63 3.38 - 14.63

Adubação foliar (Taxas de aplicação sugeridas)

  Solubor
LBS/ACRE 2-9
KG/HA 2.25 - 10.125